quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Como cada signo se irrita. (Piada)

Eu achei essas piadas na net, gostei porque em muitos momentos dá para se perceber nos esteriótipos alguns símbolos pertinentes a casa signo.
Alguém consegue adivinhar os paralelos?

Abração

ÁRIES
Regente: Marte

Fale com eles de uma forma super calma, dando uma enorme pausa entre as palavras.
Não deixe que eles falem, ou, se falarem, corte pelo meio.
Diga como quer que façam as coisas e fique controlando.
Não demonstre paixão e aja como se você não gostasse dele(a).
Levante a voz cada vez que se quiser fazer entendido.
Dê uns cascudos na cabeça dele(a) de vez em quando.
Lembre sempre que eles estão querendo aparecer e, no meio de um grupo, dirija-se a ele (a), advertindo - "Você fala eu, eu, eu, o tempo todo..."
Entre, sem pedir licença e alugue o tempo deles numa segunda feira de manhã.

TOURO
Regente:Vênus

Gaste o dinheiro deles, peça para dar uma dentada no seu sanduíche ou na sua maçã, desperdice seu material, não devolva suas coisas. Fale com eles bem apressado, pulando direto às conclusões. Se estiver na casa de um deles, mude a posição dos objetos quando eles não estiverem olhando. Se for possível, quebre estatuetas, bibelôs ou outros objetos de decoração da casa deles e depois pergunte - "Isto não tinha mesmo muita importância, não é?". Encharque-se de perfume tipo "penteadeira de viúva", antes de andar de carro com eles.

GÊMEOS
Regente: Mercúrio

Aborreça-os com lágrimas e longos monólogos sobre sua vida emocional.
Não converse com eles, em absoluto.
Monopolize-os numa festa de forma que eles não possam se movimentar nem conversar com mais ninguém.
Repita sempre - "De onde você tirou essa idéia?".
Peça a eles para fazerem menos movimentos com os braços e mãos em público, e quando iniciarem um assunto, diga: Isso eu já sei! ou então : "Lá vem você de novo!".
Abra a porta do quarto deles e berre: Vai sair desse telefone ou não vai?"

CÂNCER
Regente: Lua

Insulte suas mães (com classe, é claro).
Critique suas casas.
Advirta-os de que eles podem perder o emprego, ou que uma estrada está para ser construída passando exatamente onde está situada sua casa.
Diga que aquela foto de família pendurada na sala é brega e confunda o retrato da "vovozinha querida" com o Mike Tyson.
Critique todos os "ex." dele(a): ex. namorados(as), ex. maridos (esposas), etc.
Jogue fora aqueles discos de Ray Coniff que ele(a) colecionava junto a outras raridades. Descubra aquele cantinho que ele(a) gosta de ficar e dê uma "geral", mudando tudo de posição.
Pegue objetos da gaveta dele(a) e não os reponha no lugar.

LEÃO
Regente: Sol

Tente ensina-los alguma coisa da qual eles não entendam, e dê uma gozada no final, como se fossem completos ignorantes.
Ignore-os.
Esqueça o nome deles e pergunte "Qual é mesmo o seu nome?".
Em público, não os apresente às pessoas importantes.
Deboche do seu gosto, da sua elegância, da sua aparência.
Quando estiverem dramatizando um situação, ria quando o caso for triste, E faça caretas quando contarem uma piada.
Quando ele (a) perguntar após a transa: "Foi bom para você?" responda "...mais ou menos".
Não preste atenção em nenhuma de suas histórias e depois Diga: "Desculpe, nem ouvi o que você estava falando".
Tire-os de cena, dizendo- "Depois você fala, tá? "

VIRGEM
Regente: Mercúrio

Choramingue bastante.
Desarrume a casa
dele(a), atrapalhe sua programação, esqueça de atarraxar a pasta de dente. Cheire feito um gambá.
Diante do armário do banheiro, indague "para que tanto remédio?".
Faça xixi na tampa da privada, ou, de preferência, no chão, em volta do vaso.
Critique o jeito deles se vestirem.
Diga que aquele dentinho torto é "um charme".
Use os vasos de planta deles como cinzeiro, e enterre os palitinhos de fósforo na terra.
Depois de abraçá-los longamente, revele que você está fazendo um tratamento contra piolhos.

LIBRA
Regente: Vênus

Diga bastante - "Isso é com você, decida logo!"
Leve-os a locais feios.
Aja de forma grosseira em público, tire melecas, arrote, fale palavrões, vire cerveja na mesa, chame o garçom pelo nome, peça pizza de alho e depois tente beijá-lo (a).
Critique os parceiros dele(a).
Recuse-se a debater com eles.
Dê para ele (a) um CD do Tiririca ( ou algum outro tipo deselegante mais atual).
Faça piadinhas do tipo - "com esse vestido você fica parecendo a garota propaganda da Ultragaz".
Peça sempre para ele(a) "descer do muro" e se assumir.

ESCORPIÃO
Regente: Marte

Faça perguntas pessoais.
Saiba muito sobre eles e dê isso a entender.
Obtenha mais sucesso do que eles e se vanglorie sobre isso; isto os mata .
Repita sempre -"Isso não é da sua conta!"
Abra e remexa suas gavetas.
Escreva coisas na sua agenda em código e depois deixe que ele (a) encontre "por acaso". Cochiche com outras pessoas olhando para eles, rindo de vez em quando.

SAGITÁRIO
Regente: Júpiter

Dê a eles bastante responsabilidades.
Coloque realismo na sua filosofia.
Nunca ria das piadas deles.
Não tope nenhuma aventura ou quebra de rotina e esteja sempre de mau-humor.
Quando pintar AQUELA aventura, diga, com ar entediado -"Não estou afim..."
Não aceite nenhum tipo de disputa ou jogo.
Repita sempre - "Isso são horas?"
Faça todo o possível para impedir aquela viagem de férias dele (a).
Faça insinuações sobre a pouca cultura dos pais dele (a) ou de outros familiares.

CAPRICÓRNIO
Regente: Saturno

Organize tudo para que se sintam inúteis.
Lembre-os de sua baixa posição social.
Embarace-os em público: faça escândalos, berre com eles, brigue com o caixa por causa deles. Deixe-os esperando, nunca chegue na hora marcada.
Perca ou esqueça coisas importantes que ele (a) confiar a você: documentos, chaves, carteira. Repita sempre "Você não tem responsabilidade!"
Insinue que ele(a) está saindo com o (a) chefe(a) para crescer na empresa.
Repita de tempos em tempos - "Você é um chato!"

AQUÁRIO
Regente: Saturno

Torne-se pessoal e íntimo.
Ao encontrá-los, dê um longo abraço e fique apertando-o contra o peito, emocionado, lacrimejante.
Insista para que eles liguem várias vezes por dia para posicioná-los de seus movimentos. Mude-se para a casa dele (a).
Faça-se passar por burro, tapado, e ainda queira ter razão.
Diga a eles o que "têm que fazer "e "quando e como fazer".
Exiba seus valores materiais na cara deles, tipo carro, jóias, dinheiro, posição social.
Pergunte sempre - "O que é que você está pensando?
Cite seus amigos sempre pelo nome e sobrenome.

PEIXES
Regente: Júpiter

Marque encontro com eles em locais brilhantes, barulhentos, superpovoados, como o centro da cidade, por exemplo.
Deixe-os falando sem parar e no fim diga que não entendeu nada.
Grite, fale aos Berros!
Conte os seus "segredos" deixe-os ficar emocionados com sua sinceridade, depois ria e pergunte - "Mas você acreditou nisso?".
Convide-os para olhar as estrelas e fale sobre Alíquotas de exportação e importação o tempo todo.
Arranhe o CD de música celta deles, apague o cigarro no cristal que ele (a) usa para meditar. Escolha filmes violentos.
Repita sempre que este negócio de romance, flores e bombons é tudo coisa de boiola.
E pergunte sempre - "Você não vai tomar um banho antes de dormir ?"

domingo, 30 de novembro de 2008

O Sol. Visão Astrológica.


Olá Amigos!

Vou falar um pouco do Sol agora. No outro post eu coloquei como essa identificação entre signo e signo solar foi algo que se tornou mais forte no século XX, devido principalmente a evolução na mente de todos da importância e magnificência do Sol. Com a evolução dos conhecimentos científicos sobre energia nuclear, gravidade e astronomia, o Sol se tornou ainda mais importante que antes, acrescentando-se a isso a própria evolução do paradigma astrológico no século vinte, este luminar se tornou o centro do horóscopo atual.

A idéia de que o Sol é o centro do nosso sistema passou a ser uma idéia não só astronômica como astrológica. Ele é o doador da vida, o coração do mapa astral, pai generoso, dá Luz, Calor, Energia...Permite que seus filhos façam tudo que desejam, mas eles não podem sair daquele limite colocado pelo pai, que é a atração das massas, a gravidade dos planetas mantêm-se estabilizada pelo Sol.

Na Astrologia este Luminar que faz par com a Lua, representa também o centro de nossa personalidade, qualidades de liderança e sucesso. Representa o princípio masculino, a força vital, a autoridade, a capacidade de experiência e o senso de identidade, aquele tom que permeará tudo que o ser se envolver, as características e energias que farão o indivíduo brilhar!

Os aspectos com o Sol causam forte impacto sobre a personalidade e vitalidade da pessoa, principalmente a conjunção, mas qualquer um dos grandes aspectos com outros planetas deixarão certa nuance. Um trígono pode acrescentar caracteristícas àquela personalidade, que aparentemente o indivíduo pode não perceber e já uma quadratura pode ser uma energia tão marcante naquele mapa, que por mais que a pessoa queira manter aquelas características "guardadas", não consegue. Um sextil pode dar certa afinidade de pensamento, e gosto por valores associados a elementos afins.

Nas casas o Sol surgirá como o centralizador dos interresses daquele mapa, onde o indivíduo se permitirá ser revitalizado. Na casa IV, associada a temas como família, nação, maternidade, início e fim da vida, estas energias fazem do ser mais caseiro, nostálgico, ligado as suas raízes e/ou familiares. Na casa VII dá as pessoas tendências a se preocuparem muito com sociedades, relacionamentos, questões judiciais ou referentes a causas justas.

Já quando o Sol passa no mesmo grau do seu nascimento é seu aniversário astrológico, que chamamos Revolução Solar. É uma forma de observarmos as energias que estão se delineando para o próximo ano e buscarmos nos preparar para o que vier.

Num mapa composto, de um relacionamento, o Sol é a força motriz daquela união. O Foco centralizador, onde ambas as energias se encontram para formar algo único. Dependendo do signo e da casa, poderemos perceber como os dois indivíduos se relacionam e o que os motiva.

É por estas e tantas outras que o Astro-Rei atualmente é o carro chefe no conhecimento astrológico do povão, é uma força poderosa o suficiente para que a pessoa possa identificar-se com aquele signo. Devo deixar claro que o indivíduo é representado pela totalidade de seu mapa astral, mas limitado somente por sua Verdadeira Vontade, não existe determinismo na astrologia, tão somente possibilidades derivadas de certas relações ou correspondências.

Enfim, estas são algumas considerações acerca do nosso luminar por excelência, regente do nosso sistema estelar e de nosso sistema vital. Que a Luz do Sol esteja sempre presente para esclarecer qualquer dúvida, insegurança e falta de fé.

Muita Luz !

Abração

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Mapa Astral, o que dá para ver?


Olá amigos!

Vou escrever um pouco sobre o que podemos ver ou não num mapa astral.

Pode parecer estranha essa abordagem, mas é muito comum as pessoas procurarem por um astrólogo achando que encontrarão um adivinho, mago ou terapeuta. Claro que atuar como astrólogo é fazer um pouco destes papéis, mas nunca é o de fazer o trabalho que somente pode ser feito pelo indivíduo. A Astrologia se baseia no segundo princípio hermético,o da correspondência,que ensina que Tudo É em cima no Céu como É embaixo na Terra.

Não é júpiter que influencia seu fígado, mas sim ambos são representações das mesmas energias, um em escala Macrocósmica e outro em escala microscómica.

Ao estudarmos um mapa astral, a busca do autoconhecimento é algo primário em nossas observações, com a imagem representando o momento do nascimento, temos ali um potencial que é definido não somente pelas estrelas, mas devemos lembrar o papel de cada um e do todo neste processo.

Olhamos na carta natal, num primeiro momento,os luminares ( O Sol e a Lua) e as casas angulares de forma a termos alguma informação sobre as energias básicas que formam a personalidade do indivíduo, podemos ver quais elementos se fazem presentes nestes pontos chaves do mapa.

Devo lembrar que o conceito de signo variou com o passar do tempo, até o século XIX o signo a que uma pessoa se referia era derivado de seu ascendente e para os antigos, não era um, mas sim quatro os signos responsáveis pela regencia do indivíduo e estes signos eram os que estavam presentes nas casas angulares(ascendente,descendente,MC e IC). A Atual forma de entendermos signo= signo solar derivou da própria evolução humana, através do sistema heliocêntrico, percebemos a grande influência do sol em nossas vidas e acabamos por associar este valor à astrologia.

O Sol representa nosso espírito, nossa essência,aquilo que temos como impulso mais interno, é a energia que mantêm os outros planetas trabalhando de forma harmônica. O Sol num signo de fogo ou de ar tende a dar características mais ativas a personalidade da pessoa, uma energia de expansão, atividade esta que se expressará de forma bem menos nítida quando os elementos principais forem água e terra. É como nós agimos diante da vida, quando tomamos atitudes que fazem referência aquilo que é realmente nosso.

A Lua representa nossa alma, a forma como nos adaptamos ao mundo, é como nós reagimos diante da vida. Enquanto o Sol esta bem energizado com o fogo ou o ar, já sua consorte tem suas afinidades associadas a terra e a água, demonstrando sua receptividade e natureza aconchegante.
Quando a lua e o Sol estão em elementos opostos ou com pouca afinidade, muitas vezes a forma da pessoa manter suas relações com o mundo é um tanto quanto ambígua, ou até surpreendente. Como exemplo podemos observar um sol em Peixes com uma lua em leão, luminares em elementos opostos, a forma reativa de uma lua de fogo pode nem sempre representar verdadeiramente os impulsos( ou falta deles) de um pisciano.

O Ascendente e os ângulos como um todo podem definir, não somente a máscara ou roupa social(Asc) mas podem dar mais clareza a nuances que se apresentam em localidades específicas da vida. Um bom exemplo disso é que ao comentarmos sobre a seriedade de um ascendente em capricórnio, não podemos deixar de ver que o descendente em câncer, apresenta certa face terna aos sócios e companheiros, o fundo do céu em áries dá um toque mais rude nos tratos familiares e o Meio do céu em libra torna a energia de capricórnio voltada para o estabelecimento de sociedades justas e que tragam retorno para todos os integrantes,dando a cada um o mérito correspondente. Estas casas angulares também serão influenciadas pelos ângulos formados pelos luminares, logo um sol de água irá enfatizar as energias das casas de água aumentando ali as experiências derivadas deste elemento.

Aos poucos pretendo falar mais destes conceitos!

De forma pontual falarei de cada elemento do mapa natal.

Grande Abraço!



quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Novo Visual

Dia 18/11
E ai ?

O que vocês acharam?

Estou tentando encontrar algo atraente e que capte o espírito do blog, alguma sugestão ou crítica?

Comentem e digam suas opniões!

Abraço

Dia 20/11

Eu vi um blog de astrólogo, do blogspot igual zinho....looogo...vou mudar o visual denovo...

abraço

Zeitgeist, O Filme

Olá Amigos!

Creio que desta vez eu consegui!

Aqui vão as três primeiras partes do Zeitgeist, que fazem referência a astrologia.
Deêm uma olhada e me digam o que acham, esse assunto dá muito pano para manga, então espero suas opniões!

Grande Abraço!
video video video

terça-feira, 18 de novembro de 2008

[SOBRE CONJUNÇÃO]

Conversa entre dois seres do terceiro planeta de um sistema solar da Via Láctea. Qualquer semelhança, é mera coincidência.

NÃO se baseia em fatos reais.

Em meio a uma conversa comum, totalmente normal e cotidiana, sobre política, espiritualidade, energias e planetas, decidimos sentar nas cadeiras e digitar este escrito, analisando a carta do dia de hoje (18/11/2008), às 09:58 da manhã.

É interessante colocar em perspectiva que Mercúrio, Sol e Marte encontram-se na casa onze. Os dois primeiros em escorpião e o último em sagitário, formando um aspecto chamado de conjunção. Esta e outras configurações reafirmam a nossa intenção e a necessidade escrever algo em conjunto sem que seja necessário nos prendermos à conceitos sobre signos ou casas.

Ao olharmos as manchetes e buscarmos por sinais das energias que encontramos neste mapa, percebemos as velhas informações, escritas para quem não sabe ler. Felizmente encontramos, geralmente em pequenas notas, quase imperceptíveis, algumas notícias mais esclarecedoras que demonstram como a Era da Luz se faz presente. Independente de serem boas ou ruins, estão à disposição para quem quiser ler. É necessária a escolha de cada um. Busquemos adquirir, portanto, a consciência sobre as energias que estão espalhadas pelo nosso planeta (e dentro de nós) neste momento, pois o extremismo poderá conduzir a humanidade à divisão enquanto povo.

As energias deste dia mostram-nos as forças planetárias de Júpiter em capricórnio, trabalhando em harmonia com Urano em peixes e, Sol e Mercúrio em escorpião. Isto permite expressão dos ensinamentos de Saturno em virgem, de forma mais penetrante. O que pode ser traduzido da seguinte forma, as energias do Logos solar emanam potentes vibrações de escorpião sobre todos nós neste momento. Como Plutão está em sagitário, estas vibrações de transformação têm como finalidade transformar nossa forma de pensar (e repensar), filosofar sobre nossas crenças e valores, buscar entender se as coisas são realmente como estamos vendo, ou seja, a mudança em sua essência. A energia do Sol e de Plutão estimula-nos a transformar a nossa essência mais íntima, ou quem sabe reencontrá-la, desvelá-la.

A união entre o poder da amplitude espiritual de Urano em peixes e a solidez de Júpiter em capricórnio, conta com a colaboração eficaz e constante de Saturno em virgem. Isso permite que, ao serem recebidas, determinadas respostas interiores consigam adquirir significado efetivo no cotidiano e aquilo que, anteriormente, poderia ser reduzido a um insight, agora pode ser utilizado de forma construtiva.

O nódulo norte, Quíron e Netuno encontram-se em aquário no céu. O que pode representar tanto uma forma ampla de receber novas informações e dissolver velhas idéias cristalizadas, quanto uma cristalização de paradigmas recém-adquiridos. Devemos questionar se nosso propósito é a dissolução dos valores e a abertura para uma nova consciência, ou se ainda nos agarramos a nossos próprios conceitos fabricados e visamos interferir no caminho do outro. Neste momento, o conhecimento da Era da Luz ainda recebe pouca energia psíquica consciente por parte das pessoas. Sabe-se de algo, mas o adestramento milenar dificulta a aceitação de que a realidade é mais do que a rotina pode mostrar. Saturno em virgem no céu dificulta este desenrolar, por isso devemos, nos próximos dias, aproveitar o foco de manifestação deste planeta e evitar a cristalização negativa que ele também pode proporcionar.

As energias espirituais podem representar as grandes portas do consciente e inconsciente que estão, paulatinamente, abrindo-se. Isso pode ser observado com a passagem, nos últimos anos, dos planetas trans-saturnianos – Urano, Netuno e Plutão – pelos elementos finais do zodíaco, atualmente Urano em peixes, Netuno em aquário e Plutão em sagitário. É como uma represa que, ao ser aberta, permite a inundação de consciência e isto não é do interesse do time de administradores do mundo, ou mesmo a vontade de muitos indivíduos. Eles preferem tomar a pílula azul e continuar a viver na Matrix.

Ao mesmo tempo que muitas estruturas estão ruindo, o apego à certas tradições é cada vez maior. A crescente fixação pelas ideologias permite que questionemos a natureza das mudanças ocorridas da Suméria para cá. O cenário político mundial e os crescentes apelos do quarto poder, mostram-nos que uma medida existe para camuflar outra ação mais pungente. Ao mesmo tempo em que se fala de crise econômica e eleições, ignora-se de onde surgem as verbas para conter a crise, ou mesmo, quem sai lucrando com cada nova liderança que ascende ao poder.

Todos os políticos fazem seu trabalho criando uma ilusória sensação de que podemos exercer livremente nossa existência (e em paralelo destroem nossa liberdade). Na busca constante de novos ideais, existe a tentação de abraçar a idéia do herói fabricado no momento. Para existir a ruptura, devemos nos distanciar dessas ilusões. Mais do que nunca é tempo de olharmos para dentro e analisarmos as situações por um outro paradigma, o nosso. Ninguém, em absoluto, fará as escolhas por nós.

O caminho de cada ser é único. Imaginemos uma enorme teia de luz, sem início nem fim, apenas pontos brilhantes. A trilha que a união desses pontos pode desenhar é infinita, portanto, depende de nós escolher qual o caminho a trilhar.

O quarto poder surgiu para atender aos interesses de grandes grupos que desejam criar uma realidade coletiva, impedindo que cada um de nós seja senhor de seu próprio destino. Os questionamentos de valores propiciados pela ocasião planetária são super-estimulados e confundidos pelo boom de informações a que somos submetidos diariamente. Definitivamente é questionável tudo que vem deste poder, inclusive o que estamos escrevendo, tudo, toda e qualquer informação recebida é questionável. A única forma de caminhar é através de seus próprios pés.

É perceptível o crescimento dos radicalismos, em todos os níveis da sociedade e em todos os níveis de nós mesmos. A tarefa é árdua, mas podemos de escolha em escolha, desde o micro ao macro, encontrar nossa verdade sem que, para isso, tenhamos que entrar em conflito com o outro (que também está em sua jornada).

Quer um exemplo? Olhe no armário tudo aquilo que você não usa, por que não se desfaz do que não faz mais parte de você? Até mesmo o seu tempo, não é algo tão mecânico quanto acreditas. No menor tempo livre que tiver, a qualquer momento, respire, caminhe e/ou se estique. Isso irá fazer bem para seu espírito, para seu corpo e sua alma, tente. Mude a receita a cada vez que você for fazê-la, dê seu toque pessoal. A magia está ai a todo instante, desde sua respiração à escolha de como se alimentar. Em qualquer escolha estamos investindo energia psíquica. Pense onde a sua está.

Um começo…

[Só os profetas enxergam o óbvio - Nelson Rodrigues]


P.S.: Este texto foi escrito por minha irmã e eu, nossos planetas em signos de fogo estão conjuntos.

Será que dá para perceber onde cada um escreve? isso é uma conjunção.

Por mais que possamos observar num mapa natal que um dos planetas pode estar mais forte que o outro na conjunção, as energias estão tão unificadas, que é muito complexo definir aquela união, através da soma das partes, este aspecto representa o "algo mais" que um casamento de energias produz.


quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Saturno em Virgem e a nada mole vida.



Olá amigos!

Hoje vou falar um pouco do nosso céu, especificamente sobre o saturnão no céu.

Este Planeta é o último visível a olho nu daqui da Terra, mitologicamente representa o tempo, que a cada dia leva um pouco mais de nossa jovialidade, o tempo e a inexorabilidade da vida, nos ensina que não se pode voltar atraz...

As energias astrológicas de Saturno possuem uma fama tão ruim quanto plutão e escorpião, dizem que saturno é o nosso karma , nossas dificuldades, que a representação do mito mostra exatamente essa limitação que este planeta nos impõe, mas será que uma energia astral pode ser realmente maléfica ou benéfica? Será que não depende de nossa forma de ver as coisas?

Atualmente saturno está em virgem no céu, no 19º oposto a Urano em peixes no 18º.

Muitas vezes eu apresento às pessoas que as energias saturnianas representam forças desafiadoras sim, mas nunca dominadoras, afinal como diz A Tradição, A Força vem através da Resistência, e oque exatamente isso quer dizer?

As energias representadas por Saturno representam aqueles momentos onde nem sempre estamos na plenitude de nossa forma, onde o desafio parece ser muito difícil de ser superado, mas se pensarmos bem, este Planeta/Deus representa o crescimento paulatino, vigoroso, por mais complexo que se apresente o momento em que esta força se faz presente é o momento de desenvolvimento sólido e efetivo.

Após as provações de Saturno, aquela situação ja não será vista da mesma forma que antes, afinal a superação é o maior presente deste planeta. Ele é a passagem para a superação dos limites de cada um.

E especificamente neste momento, Saturno em virgem no céu, nos lembra sobre como devemos cuidar dos detalhes de nossas obrigações, esta configuração nos remete a responsabilidade com nossa saúde, nosso trabalho e nosso dia-a-dia, e por mais que possa parecer tempos onde a hora de sair do trabalho demore muito ou onde a saúde se apresente de forma mais frágil, devemos lembrar que esses movimentos energpéticos representam sinais internos e externos sobre nós mesmos, e se tu sabe que o dia parece nunca terminar aproveite-o o quanto puder, se sua saúde anda fragilizada não cuide dela só agora não, lembre-se que tudo que representa virgem nos remete ao cotidiano e isso demonstra que devemos cuidaer com atenção de cada momento em que vivemos, seja no trabalho, em casa ou em ti mesmo, saiba que esta energia no céu demonstra que estamos num ótimo momento para observar e analizar onde podemos melhorar e superar nossos limites.

Ao estar diante deste grane planeta não se assuste, receba a dádiva do auto-conhecimento, da introspecção e da sabedoria de vida, para passar por aquele de forma a encontrar o infinito que existe além.

E para fechar lembro de uma frase, que se bem me lembro é de Lao Tzé;
A mais longa jornada, até a mais distante das montanhas, começa com o primeiro passo na soleira de sua porta.

Abração e tudo de bom para todos!

Rafael Laman

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Voltando...


Oi gente, desculpe pelo abandono do blog, pessoas importantes me deram ótimos estímulos para faze-lo, mas logo a rotina, o trabalho e essas coisas que um saturno em virgem oposto ao sol podem fazer serem importantes demais, acabaram por tomar muito de minha atenção.

Voltarei humildemente por agora, deixando um vídeo MUITO BOM !

Zeitgeist, O Filme foi produzido por Peter Joseph em 2007, ele apresenta uma série de relatos relacionando o Cristianismo,Religiões da Antiguidade, Astrologia, ataques de 11 de setembro e a Reserva Federal dos Estados Unidos da América.

Ele foi lançado online livremente via Google Video em Junho de 2007, tornando-se em poucas semanas o filme mais visto de sempre alojado nos servidores da Google (8 Milhões no final de Novembro, sendo que foi retirada desde dessa altura o contador, ninguém sabe bem porquê).


O filme é dividido em três seções:

* Primeira parte: "The Greatest Story Ever Told" ("A maior história já contada")
* Segunda parte: "All The World's A Stage" ("O mundo inteiro é um palco")
* Terceira parte: "Don't Mind The Men Behind The Curtain" ("Não obedeças os homens atrás da cortina")

Site Oficial do documentário:
http://www.zeitgeistmovie.com/

Assista Online no Google:

http://video.google.com/videoplay?docid=-2282183016528882906


Baixe oTorrent: http://www.mininova.org/tor/811686


Poxa gente, eu tentei colocar o vídeo, mas ele é muito grande, 600 e poucos megas e o blogger só suporta 100mb :>(

Mas creio que dá para todos baixarem ou assistirem online, vale a pena ver e refletir.

Tire suas próprias conclusões.

Grande Abraço

quarta-feira, 7 de maio de 2008

[Parênteses: Falando Astrologuês...]




Com toda essa balbúrdia rolando aqui em casa, eu acabei não sendo tão preciso nos termos astrológicos em questão, ou seja, abri este parênteses para falar um pouco mais sobre Marte e Vênus, uma mistura tão intensa quanto sutil, um casamento alquímico, que somente dentro de nós mesmos pode ser realizado de forma sublime e proveitosa.

Mitologicamente falando este casal viveu um intenso e público caso de romance, onde mesmo sendo casada a Deusa do Amor entregou-se aos gracejos do Deus da Guerra, lembrando cada um de nós que tanto o Amor gera o conflito quanto pode a tensão da guerra ser uma forma de expressão do tesão envolvido entre as partes.

Num mapa natal a conjunção de Marte com Vênus representa o primeiro aspecto de energia sexual presente num mapa, por mais que uma quadratura ou um trígono possam trazer esta mesma intensidade de energia, a conjunção representa exatamente um casamento, uma unidade entre aqueles planetas, logo, é uma força muito mais presente de uma maneira mais imediata, incontrolável, mas também espontânea... Os outros aspectos trazem de uma forma ou de outra alguma espécie de desafio, algum tipo de controle deverá ser exercido para se utilizar destas energias.

Geralmente as conjunções mais comuns destes planetas são num mesmo signo, porém, algumas delas, em signos diferentes proporcionam um potencial interessante; Marte em Áries e Vênus em Touro, Marte em Áries e Vênus em Peixes, Marte em Escorpião e Vênus em Libra e Marte em Capricórnio com Vênus em Peixes, são combinações extremamente eficiente, do ponto de vista interno, afinal, estes planetas representam nossas formas de agir e amar, são energias interiores que quando trazemos já harmonizadas nos ajudam a interagir de forma muito mais engrandecedora com o mundo a nossa volta.

Marte e Vênus, enquanto energias espirituais em nosso mapa, quando estão juntos, estes planetas demonstram que existe uma “união” entre nossas capacidades de marcar nosso território e a de sermos receptivos ao mundo, ao observarmos mais de perto poderemos encontrar tanto um praticante de artes marciais (Marte e Vênus em Áries) quanto um músico (Marte e Vênus em Peixes), mas além de qualquer mistura esta conjunção representa que internamente existe um “acordo” entre nosso lado masculino e feminino, da perspectiva astrológica todos temos uma alma masculina (animus) e uma alma feminina (anima) dentro de nós e dependendo de como utilizamos essas energias, com o tempo, acabamos por descobrir potenciais que num primeiro momento estavam “ofuscados” pelo brilho imediato desta conjunção, seguindo os exemplos acima poderíamos descobrir que o Artista Marcial tornou-se um ótimo instrutor e o músico um grande religioso.

O casamento destes planetas em nosso mapa natal, muitas vezes nos remete a situações pregressas onde utilizamos de forma bastante evidente nossas energias sexuais, de tal forma, que dependendo de como isso nos ficou marcado, muitos acontecimentos “kármicos” acabam fazendo parte de nossas vidas, principalmente na área afetiva, e uma das formas de conseguirmos sutilizar estas energias é muitas vezes tentando achar o não sexual que transborda destes planetas, como usar a energia de Marte num exercício físico ou a energia de Vênus ao reorganizar os móveis da sala( ótimo exemplo para conjunções marte e Vênus), mas acima de tudo devemos buscar nos conhecer, por que estes planetas representam nossa capacidade de aprendermos com nós mesmos...afinal quando você ama ou odeia algo ou alguém, tu apenas esta reconhecendo no outro algo que existe em ti mesmo.

Rafael Laman, 2008©

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Série: NOSSOS DEUSES INTERIORES - III


Marte

Enquanto bufava de raiva, o filho de Hera pulava e gritava impropérios que eu nem ouso repetir, nem a presença deslumbrante da Deusa do Amor fazia que ele se acalmasse.

Gesticulando muito e esbravejando, andando de um lado para o outro, a presença de Marte fazia com que nós ficássemos bastante enervados, ao longe dava para perceber o quanto a vizinhança estava extremamente incomodada também...

As forças representadas por este planeta são talvez as representantes mais fiéis da humanidade, e uma palavra que define a ambigüidade e a potência deste planeta é AMBIÇÃO, a mesma energia que nos impele, motiva, é também aquela que nos faz correr atrás de nossa própria calda ou buscarmos coisas que apenas nos trarão infelicidade.

Em nosso mapa, este planeta representa aquilo que nos impulsiona o que faz nossa energia de movimentar, nossa libido agir... A presença de Marte num dos ângulos do mapa natal caracteriza alguém de temperamento magnético,enérgico, objetivo, mas também insinua características de impulsividade, ansiedade, nervosismo...Aqueles que possuem essa energia forte no mapa acabam por demonstrar uma faceta um tanto quanto ígnea, muitas vezes deixando marcas por onde passem e por quem passem.

Os marcianos, aqueles que possuem o ascendente em Áries ou Escorpião, ou ainda aqueles que possuem Marte proeminente em seu mapa, são pessoas dotadas de características de liderança, obstinação, boa percepção (quando bem aspectados), mas geralmente são conhecidas por terem o “pavio curto”, serem pessoas desbocadas ou ácidas, todas as características são fortes traços de Marte no mapa que sendo bem trabalhados tornam-se forças perfeitamente utilizáveis e engrandecedoras. Lá é o lugar onde encontramos muito do nosso talento, aquele lugar onde realmente entregamos nossas energias para construir algo NOSSO, com a observação e estudo da localização de nosso Marte Natal, podemos entender as motivações e muitos dos problemas que trazemos conosco.

“EU SOU O GUARDIÃO DOS VALORES HUMANOS, NADA ACONTECEU NESTE PLANETINHA , QUE NÃO TENHA PASSADO POR MEUS JULGAMENTOS, COMO ALGUÉM OUSA SE ANTECIPAR A MIM, QUE SOU O SENHOR DESTE MUNDO!”

Neste momento um trovão soa através da janela [ eu não havia percebido como o céu já estava fechado com densas nuvens!]

Todos na sala já sabem o que está para acontecer...

Continua...

Série: NOSSOS DEUSES INTERIORES - II


Vênus


Falar de Vênus é algo realmente ardoroso, a Deusa do Amor, das paixões arrebatadoras, da sexualidade e da união, traz junto dela esperanças, sonhos, intenções,frustações...

Como boa venusiana, esta Deusa impôs uma série de requisições para que eu pudesse recebê-la em minha casa, a coisa mais difícil foi ter que arrumar a bagunça que domina minha terrinha, mas outros tantos caprichos não paravam de chegar até mim...

Tive que respirar fundo e repetir para mim o quanto eu queria a presença dela junto de mim, pois ela estava sendo bem chatinha para poder me dar o ar de sua graça.

Após algum tempo de muito charminho, ela deixa avisado que vai aparecer por aqui, mas como ela mesma sabe, é difícil acreditar nos caprichos de uma Deusa...

Enfim, quando a esperança a muito já havia sido trancafiada na caixa de pandora, um aroma de flores adentra minha morada, meu coração bate acelerado, eu começo a suar frio,mãos trêmulas, e aquela imagem escultural diante de mim, não consigo articular uma palavra sequer diante de tal divindade, aquela beleza mais que divina, nua na minha frente [ mais um capricho só para me ver ruborizar] deixava claro que veio para me fazer esquecer meus propósitos literários.

“Eu Sou Aquela que todos conhecem como a mais bela deste mundo, graças as minhas artes o mundo continua em movimento, vim por ordem do Zeus Maior e trago para vós palavras que vão fazer com que cada pessoa entenda o que é o Amor.”

“Sou a força que impulsiona toda a vida”

“Sem meus caprichos nada do que conhecem estaria aqui, a beleza, a arte, a sexualidade e a união fraterna pertencem ao meu reino.”

“Eu existo dentro de cada ser, o Dom que eu entrego aos meus é a possibilidade de absorver, transformar e crescer. Transformo o mais bruto dos homens em poeta ou o maior filósofo em fera, sob meus encantos reinos se erguem ou caem.”...

Neste momento a porta de minha sala vem abaixo, e em menos de um instante o ar se torna pesado e tenso... Não podia imaginar que algo assim fosse acontecer, mas aos brados, Ele, O Deus da Guerra se apresenta diante de nós...

Eu Sou Aquele que conquista os reinos sobre a Terra, o Senhor da Humanidade, e por direito o primeiro a ser entrevistado”!

“Esta afronta será paga com sua vida, jovem insolente!”

Eu estava ainda atônito com a balbúrdia que Marte estava criando na minha casa, aparentemente ele já tinha quebrado metade do apartamento, isso sem falar que os vizinhos já estavam chamando a polícia para verificar a bagunça...

Tudo por que ele queria ser o primeiro a dar a entrevista, ele já estava uma pilha de nervos quando Mercúrio lhe avisou que ele seria antecipado por Vênus... Não pensou duas vezes em furar a fila... Isso por que eu já ouvi que tinha um carneiro vindo à toda velocidade para cá, mas o mensageiro segurou ele...

Marte, energia vital, força, impulso, iniciativa, guerra, conflito e medo, essas são algumas das palavras associadas a este planeta. Nada sutil, o regente do signo de Áries e Escorpião ensina-nos que devemos ter sabedoria ao utilizar nossas forças interiores,pois o excesso ou a contenção de nossas forças nos leva a resultados nada satisfatórios...

Os dois grandes padrinhos da humanidade estavam lá, diante de mim, e eu mal consegui administrar essas energias...tipicamente humano...

Continua...

terça-feira, 29 de abril de 2008

Série: NOSSOS DEUSES INTERIORES


MERCÚRIO

Assim que pensei em novos materiais para postar aqui no blog, vi-me diante de uma situação bem incomoda, por mais que eu tivesse muitas coisas em mente eu não conseguia defini-las de forma adequada para agrupar num texto que pudesse ser ao mesmo tempo enxuto, simples e esclarecedor, e isso me enervou bastante...

Foi nesse momento que uma risada adentrou na minha sala, uma gargalhada infantil rompeu o tenso silêncio que me paralisava e em seguida eu ouço o barulho de um jarro se quebrando... Meu visitante não poderia ser mais oportuno, pois, de forma jovial e inquietante ele preencheu minha mente de informações que me ajudaram bastante a escrever este artigo, creio que pela descrição dele cada um de vocês saberá quem ele é, ele é bem jovem, com asinhas nos pés e no chapéu, com seu cajado uma série de coisas velhas são quebradas e ele abre espaço para novas possibilidades... Aquele garoto tão alegre quanto irritante é Mercúrio, e agora quem se apresentará é ele mesmo...

“Oi, Eu Sou e muitos de vós me chamais de Mercúrio, represento vossa habilidade intelectual, a forma como cada um se expressa e interage com o mundo. As pessoas geralmente me associam à magia, ao comércio ou mesmo aos ladrões, mas eu represento a sagacidade que o homem necessita para interagir com o mundo à sua volta.”

“No princípio existia O Verbo, e eu existia lá com ele, e por mais que Ele esteja em todo o canto EU só existo onde Tu me colocas, Sou Razão, comunicação, troca de energias, represento toda forma de interação do Homem com o Meio, na construção, na escultura ou no discurso lá estou eu, Mercúrio, irradiando de sua garganta e de suas mãos uma série de possibilidades.”

“Sou o intermediário do Zeus Maior, apesar de ambos habitarmos dentro de vós, sou eu a quem muitos de vós recorreis quando passam por uma situação de aflição ou contentamento, nessas situações muitos mentem,oram ou se felicitam, bem... claro... por mais que não sejam a mim que busquem é através de mim que chegam vossos pedidos e injúrias aos Deuses.”

“Aqui estou como Mensageiros dos Deuses, pois a partir de hoje cada um deles virá apresentar-se para vós e depois destes, outros virão e trarão cada um sua Luz.”


Diante desta apresentação, aquela criança pareceu-me muito mais sábia que suas feições demonstravam, realmente não poderia esperar menos do Deus da sabedoria e logo me vi pleno em vontade de descrever esse que é o Deus mais próximo de cada um de nós.

Mercúrio em nosso mapa natal representa nosso intelecto, nossa forma de comunicação e integração no mundo, astrologicamente ele é o regente do signo de Gêmeos, onde acrescenta agilidade mental, inquietação na forma de falar ou se expressar, representando bem a mente jovial e potencial de uma criança. Aquele que possui mercúrio em Gêmeos vive um momento onde deve analisar muito o outro, em busca da própria individualidade e sabedoria, reflexão é um hábito que acaba sendo adquirido por aquele que possui essa configuração no mapa, pois muitas vezes fala sem pensar ou pensa sem falar e isso constantemente traz resultados inesperados.

Este Planeta está exaltado em Aquário, em detrimento em Sagitário e em queda em Leão, e só com essa olhadinha rápida já podemos observar como Mercúrio sendo extremamente aéreo se coloca melhor nos signos de ar, onde encontra abundante material para trabalhar do que nos signos de fogo onde toda sua energia acaba sendo absorvida sem o devido aproveitamento.

Nas casas onde encontramos Mercúrio, podemos observar onde se concentra melhor nossa capacidade de comunicação, em que momentos da vida poderemos utilizar melhor essa energia ou onde devemos buscar nos aperfeiçoar. Nas casas angulares Mercúrio deixa uma marca bem nítida no caráter do indivíduo, no Meio-do-Céu e no Ascendente veremos a possibilidade da pessoa se expressar de forma clara, direta e em busca de resultados imediatos, já no Fundo-do-Céu e no Descendente podemos perceber uma pessoa mais observadora, analítica e que somente buscará se comunicar quando tiver certeza de que o discurso não terá obstáculos.

Aqueles que possuem uma forte posição de Mercúrio em seu mapa natal possuem características bem explícitas, dependendo da forma como utilizam as energias deste planeta, naquelas pessoas onde essa energia flui de forma positiva encontramos, gente alegre, brincalhona, estudiosa, inteligente, comunicativa, adaptável... Já aqueles que ainda estão aprendendo a trabalhar esta energia muitas vezes são pessoas sisudas, caladonas, observadoras (mas que não proferem seu feedback), mentirosos ou enganadores.

A energia associada a este planeta representa adaptabilidade, e este é o maior dom que pode ser outorgado por Mercúrio a alguém, quando vivenciamos a energia deste Deus, aprendemos como nos relacionarmos com o outro, dentro e fora de nós mesmos, a sabedoria adquirida pelo trabalho de Mercúrio vem do aprendizado direto com o Meio e isto inclui toda série de energias que nos rodeiam, formas de energia visíveis ou não, mas que se fazem constantemente vivas para nós, por nós e através de nós.

Nosso mensageiro pessoal abre os portais necessários para conhecermos as energias telúricas e celestiais, é através de nossos atos e palavras que deixamos nossa marca no mundo em que vivemos e somente com sabedoria, adaptabilidade, desenvoltura e bom humor _ energias de Mercúrio_ poderemos fazer uma troca sadia com o Mundo em que vivemos.

“Vocatus at que non vocatus Deus aderit”

“Invocado ou não, Deus esta presente.”

Esta foi a frase dele antes de pular pela minha janela [não sem terminar de quebrar um aparelho de som velho que eu deixava próximo à janela] e desaparecer, deixando muitas idéias em minha mente e a certeza de que outras visitas ilustres aparecerão.

Rafael Laman

2008 - ANO DE MARTE

Em 2008 os aspectos planetários que afetam o mapa do país, estão focados principalmente em mudanças no plano atualmente estabelecido, com a entrada de plutão em capricórnio no fim de Janeiro, antigas instituições começarão a ser questionadas e nem sempre de forma pacífica ou intelectual, pelo contrário, neste ano, regido por Marte, a violência tenderá a níveis alarmantes, principalmente entre Maio e Julho, quando não somente seremos testemunhas de surtos de violência em diversas instâncias. Este mesmo aspecto entre Junho e Julho deve nos mostrar mais crises na política brasileira; mais escândalos estão para ser revelados, coisas que irão impelir retaliações populares de diversas formas, desde simples críticas organizadas via internet até formas mais agressivas de expressar o descontentamento geral.

Os ânimos neste ano estão bastante acirrados, o regente do ano, Marte começou o ano retrógrado em Gêmeos, indicando que o ano será de muitas idéias, muita imaginação, acompanhada e uma grande dificuldade de realização. Ao mesmo tempo dois outros fatores no céu apresentam a possibilidade de muito crescimento este ano: dois planetas no céu, Saturno e Júpiter, em signos de terra, nos lembram que a sociedade como um todo estará voltada para a busca da concretização de planos em desenvolvimento e alguns outros que ainda estão apenas no plano da idéia. A energia de Júpiter em Capricórnio fala que aqueles que conseguirem manter a perseverança diante das adversidades que surgirão, acabarão por receber um retorno maior que o esperado, este planeta fala sobre crescimento surgindo do trabalho duro, juntamente com a energia de Saturno em Virgem, que nos lema que qualquer detalhe pode ser crucial para nos trazer sérios problemas este ano. Devemos buscar ser o mais minucioso possível neste período que seguirá pelos próximos dois anos e meio.

A energia conjunta de Saturno e Júpiter nos impelem a buscar estabilidade e segurança, principalmente na área onde estamos trabalhando, mas também fala que devemos cuidar de nossa saúde com atenção, porque Saturno lembrará a todos neste período que estiver em Virgem que devemos ter atenção a tudo que envolve nossa rotina, saúde, trabalho e que graças a influencia de Júpiter poderemos receber benefícios inesperados ao fazer o trabalho que simplesmente nos é devido.

A partir do mês de Junho não somente grandes surtos de violência devem atingir o país, como também devemos ter recordes novamente superados nesta área, não somente a Região Sudeste será atingida, mas este ano poderá ser marcado por uma nova série de rebeliões nos presídios e ações do crime organizado agindo e forma metódica e sincrônica.

Plutão no céu estará conjunto com o Netuno e Urano natais do país, nos indicando que uma rebelião religiosa está se apresentando nas sombras do povo. Enquanto por um lado os grupos religiosos estão se tornando cada vez mais influentes em seus redutos, um número cada vez maior de não religiosos está se fazendo presente em meio a população, isso gerará possivelmente conflitos ideológicos intensos entre as facções religiosas na política e em grupos de diversas destas "religiões políticas" institucionalizadas.

As campanhas políticas este ano serão acirradíssimas, tanto no discurso inflamado dos candidatos que não medirão esforços para atingir seus oponentes, como também nas disputas nas urnas, pois seguindo as tendências demonstradas pela sociedade, muitos partidos buscarão apresentar imagens e candidatos mais conservadores, o que irá com certeza deixar a população com mais dúvidas.

Quase no fim do ano uma conjunção quase exata de Quíron e Nódulo Norte com o Nódulo natal do Brasil poderá encher de esperanças idealistas o povo brasileiro, uma energia que servirá para lapidarmos nossos objetivos enquanto Nação, mas também poderá ser mais uma energia alienante com intenções de desviar o propósito de prática de verdadeiros valores para apenas voltamos (ou continuamos) a sonhar com um futuro melhor, ao invés de criá-lo já.

No fim do ano o Brasil estará passando por um final de ciclo, onde iremos questionar se realmente estamos conseguindo viver os valores em que tanto acreditamos, quando Júpiter estiver passando em Aquário já em Dezembro. Será um novo começo para o país, onde observaremos o quanto podemos realmente ser o "país o futuro", energia esta que possivelmente será muito mal trabalhada em meio a influência Sarturniana no céu com a passagem de Saturno na casa 7 do Brasil.

Nosso povo que já não tem fé alguma nos seus representantes provavelmente tomará decisões mais tradicionalistas na hora da eleição, fazendo com que o avanço pedido por Júpiter em Aquário seja refreado pelo medo tendo conseqüência as atitudes conservadoras na eleição deste ano.


Rafael Laman, 2008©

Astrologia como forma de Autoconhecimento



A idéia, fortemente presente na astrologia, de que nosso mundo humano é um reflexo do “mundo dos astros” é o que nos permite, através da observação do céu, entender a nós mesmos.


Os planetas funcionam como nossos próprios "deuses" interiores, energias individuais que circulam em nosso organismo e podem ser desenvolvidas de variadas formas, mas com determinadas tendências, características da própria energia. Podemos observar, por exemplo, alguém com uma forte energia de terra no seu mapa natal e que pode ter suas experiências transcendentais, se apegará, porém, firmemente aos aspectos mais concretos na maioria das questões.


A idéia dos planetas na astrologia pode ser entendida, de certa forma, como o conceito dos chakras apresentados como centros de energia do corpo que estão constantemente em comunicação, e de uma boa relação entre essas energias depende o bem estar em todos os níveis, emocional, físico, psíquico, social, etc...


Através do estudo do mapa natal de cada pessoa podemos encontrar propostas individualizadas de trabalho destas energias, afinal, por mais que determinada dieta, religião, exercício, alimento, atitude, faça bem a um grupo, não quer dizer que faça bem a uma pessoa em específico.


Ao observar a disposição dos planetas num mapa astral suas posições por casas (aspectos da vida) nós temos muitas informações. Mesmo numa primeira olhada, ao vermos certa concentração de planetas em um ponto já percebemos uma mensagem de que aquela área da vida é algo muito importante para a pessoa e dependendo de como aquelas energias estão relacionadas com o restante do mapa iremos perceber algumas possíveis formas que o fluxo (ou não) daquelas energias estão representando para o indivíduo, em vários níveis.


A mesma análise planetária, na astrologia permite uma série de abordagens, depende do enfoque e do que queremos ver, um mesmo símbolo pode falar de diferentes tonalidades em diferentes temas, marte em touro na 2 por exemplo, pode nos dizer que a pessoa terá sucesso financeiro mediante trabalho duro, quando referente a questões financeiras e também fala que a pessoa pode ter uma certa tendência a comer demais, ambas as configurações devem ser corroboradas por outros aspectos do mapa.


Características fortes da personalidade se mostram presentes de imediato no mapa da pessoa e dependendo da localização na carta natal, certas energias serão sentidas no trabalho, na família, na intimidade, na saúde... Aprender a perceber estas influências e ter a sensibilidade de lidar com elas é um dos objetivos da análise astrológica, sabendo que determinados fluxos são mais intensos que outros, podemos canalizar as energias e/ou buscar desenvolver outras forças em nosso mapa.

Quanto mais compreendemos as variáveis presentes no pensamento astrológico, mais amplas serão nossas perspectivas diante da existência, pois, poderemos buscar novas abordagens para antigas situações, nos conhecendo, conheceremos melhor o próprio universo.



®Rafael Laman

ASTROLOGIA HOLÍSTICA

Antes de começar a falar sobre o que gosto de chamar de Astrologia Holística, gostaria de esclarecer que esse termo é apenas uma forma de rotular facilmente algo que não possui rótulo. Esse nome inclusive é um equivoco, pois como tentarei demonstrar, a Astrologia como as pessoas entendem, não existe!

O que eu pretendo mostrar é que existe uma forma de Pensamento Astrológico ou Lógica Astrológica. Esta sim consiste numa forma de conhecimento e aprendizado que será utilizada em várias partes da vida e é utilizado há séculos pela humanidade.

Ao pensar em astrologia nossa mente recorre a arquétipos tão instáveis, que ao perguntarmos sobre astrologia para algumas pessoas cada uma traz em mente imagens próprias, apesar de figuras comuns surgirem em profusão.

A Astrologia, como colocado pelos “profissionais”, está muito mais para arte por estar DIRETAMENTE ligada a capacidade do “Astrólogo” e não a determinados parâmetros, tão exatos como imaginam muitos, apesar de que, como diz Stephen Arroyo1, “mesmo sem a certeza do Ascendente, alguém com um livro básico de astrologia consiga cerca de 60% de acerto, isso se deve mais a conceitos intrínsecos desta forma de pensamento, do que a algum arcabouço exato de pensamento”.

Um Astrólogo para se considerar como tal deve, mais do que fazer um curso específico de astrologia, ter um hábito que alimenta a alma humana, a leitura, e com isso logo perceberá algo que pode ser frustrante para um iniciante sem tanta paixão: Muitos livros se contradizem, se rivalizam e mesmo apresentam opiniões opostas sobre o mesmo tema. Exemplos disso vemos na significação das casas e de alguns conceitos que não deveriam se apresentar de forma tão “obscura” como o conceito de retrogradação, interceptação e mesmo alguns aspectos como oposição e quincunce.

Para sair desse labirinto cognitivo, devemos seguir o ditado alquímico: Ler, Ler, Ler, Reler e Trabalhar, para encontrar nosso próprio significado nesse emaranhado de possibilidades.

O Pensamento Astrológico como eu o encaro é uma “lógica” pertinente ao modus operandi inerente à astrologia. Alguns conceitos que acredito serem fundamentais como, por exemplo, o tempo astrológico que se desdobra através de ciclos sobre ciclos, das variáveis planetárias sobre as variáveis dos signos e mais as variáveis das casas, com tônicas dadas pelos ângulos dos aspectos, esses conceitos são fundamentais nesta forma de pensar.

A Astrologia e suas muitas facções, tais como, astrologia kármica, analítica, antiga, mundial, cartográfica e eletiva só vem para mostrar como esse conceito de “A Astrologia” é fragmentado e ao mesmo tempo coeso no corpo do pensamento astrológico. Aquele que sabe e entende os valores básicos do pensamento astrológico, este será habilitado a “ler” um mapa cartográfico, natal ou eletivo, pois, saberá fazer as devidas associações quando olhar um “Ascendente em Escorpião” e uma “Lua em Libra” em qualquer tipo de mapa, pois, mesmo sendo acepções diferentes dos termos, os conceitos básicos e formas de organização das idéias, “astrologicamente falando”, é consistente e de certa maneira acessível, para aquele que entendeu “as chaves”.

Ao olhar um mapa de um momento ou de uma pessoa, o “Astrólogo” fará a tradução daqueles símbolos cósmicos para idéias mais “concretas” (o que será delineado pela idéia de variável sobre variável, onde definiremos, por exemplo, Lua (planeta) em Leão (Signo) na casa X, entendendo as palavras chaves destes conceitos podemos ver aqueles que se reafirmam, fortalecendo determinadas características da presente energia).

Essa lógica astrológica nos remete a conceitos hoje bem definidos como a idéia de DNA, (molécula, que reproduz o código genético, e é responsável pela transmissão das características hereditárias de cada espécie, uma escada espiral cuja disposição dos degraus se dá em quatro partes moleculares diferentes. Esta disposição constitui as chamadas quatro letras do código genético). O DNA é estas idéias básicas que formam os seres orgânicos, daí as idéias fundamentais da astrologia que também definem todo tipo de análise, conhecendo estas idéias básicas podemos observar um mapa de diversas formas e os seres também.

Surge então a idéia de Astrologia Holística. Não que seja mais uma modalidade de astrologia, mas sim uma forma de abordagem utilizando este pensamento astrológico; com esta abordagem nós visamos o auto-aperfeiçoamento e a conexão com as verdadeiras energias cósmicas.

Uma idéia pertinente ao pensamento astrológico, e pouco observada é que sendo cada um de nós representados pelo Sol, como ele nós apenas vemos reflexos de nossa própria luz nos outros planetas ou vemos a Luz de nossas estrelas irmãs; essa idéia expressa em si como a individualidade de cada um é divina e ao mesmo tempo limitadora, pois só temos estes dois olhos aqui na Terra e esta nossa visão de mundo.

Acabamos entendendo que a realidade é muito mais pragmática e pessoal do que gostaríamos e as decisões são mais nossas do que imaginamos.

O Conceito de Quatro Elementos é outra idéia fundamental na compreensão desse pensamento, pois a partir daí entendemos como a personalidade pode ser plural, lembrando novamente das idéias alquímicas de que tudo é formado por certas quantidades destes elementos, somando e subtraindo fogo, da terra, da água e do ar, vamos encontrar a natureza daquele que o mapa em nossas mãos representa. E com a Astrologia Holística observaremos como podemos equilibrar a natureza daquele ser, sabendo que alguns devem estar aqui para utilizar as suas energias e outros as devem complementar para uma melhor atuação em todos os planos, afinal alguém com pouca terra no mapa PRECISA exercer atividades ligadas a este elemento, enquanto alguém com muita terra, provavelmente fará estas atividades naturalmente e isso pode ser o empecilho para outros elementos agirem.

A análise de um mapa natal consistirá principalmente numa leitura de como o indivíduo se relaciona com as energias a sua volta, uma (ou mais) entrevistas são necessárias para delinear conjuntamente um mapa natal, pois, mais do que simples dados de livros, devemos observar como a natureza individual da pessoa trabalhou estes anos com aquele mapa .

Cada um pode trabalhar com as energias da maneira que lhe for mais fácil, literalmente a lei do menor esforço. Isso gera muitas vezes alguém rico em fogo, porém apático, por já ter se “Consumido” nas próprias chamas ou alguém muito “aquático” que é frio e “racional”, por já ter naufragado no turbilhão emocional interior, da mesma forma alguém com pouca terra pode desenvolver esta fraqueza e tornar-se extremamente prático.

Enfim, a Astrologia Holística, para além de (mais) uma modalidade astrológica é uma forma de abordagem que como o próprio nome diz quer ir além do superficial e imediato. Terapeuticamente falando a análise de vários mapas no decorrer da vida de alguém, juntamente com seus trânsitos podem auxiliar muito no entendimento da evolução da personalidade do cliente, onde perceberemos a formação de bloqueios, revoluções emocionais, traumáticas ou não, que fizeram esta pessoa chegar até você, um trabalho em longo prazo estudando suas cartas astrais pode levar a um entendimento de como somos afetados por determinados movimentos e buscar trabalhar efetivamente para ter essas energias a nosso favor ou minimamente entender o que devemos aprender com este movimento celeste.

©Rafael Laman 2007.

Bibliografia:

Stephen Arroyo – Normas Práticas de Interpretação do Mapa Astral – Ed. Pensamento.

Marion D. March e Joan McEvers – Curso Básico de Astrologia. Volume I.

Richard Strauss – Indícios Kármicos no Mapa Natal. Ed. Pensamento.

Warren Kenton – Astrologia Cabalística – Ed. Pensamento.

Donald H. Yott – Signos Interceptados e Reencarnação – Ed. Pensamento.

André Barbault – Manual Prático de Astrologia – Publicações Europa.